1972-781x1024Nasceu em 1930 em Araraquara, no interior do estado de São Paulo, e morreu em 2008. Mudou-se para São Paulo para estudar Filosofia na USP. Fez doutorado em Antropologia pela USP, pós-doutorado na Columbia, nos EUA e tornou-se professora e pesquisadora da USP e de várias instituições de ensino no exterior.

Na década de 50, com vinte e poucos anos, Ruth Cardoso se envolveu no estudo de movimentos feministas, étnico-raciais e de orientação social, no escopo do que chamava de “novos movimentos sociais”.

Em 1951, ela conheceu seu futuro marido, Fernando Henrique fhc 1968Cardoso, que estudava Sociologia na USP. Eles casaram 2 anos depois e tiveram 3 filhos juntos. Ela teve que interromper sua vida universitária devido ao golpe militar de 1964, que levou o casal ao exílio no Chile e na França.

Apesar de ser frequentemente referida apenas como a primeira-dama de FHC (um título que sempre rechaçou), Ruth Cardoso teve uma carreira acadêmica proeminente e foi a precursora de um dos maiores programas sociais da história do país, o Bolsa Família.

Ela presidiu o projeto Comunidade Solidária, de combate à exclusão social e à pobreza, sob uma perspectiva emancipatória. Para muitos especialistas, ela unificou programas sociais e transferência de renda nos anos 90. Por essas razões, ela foi uma das pessoas mais influentes para a mudança dos rumos da política social no Brasil.

Por fim, Ruth Cardoso era feminista declarada e considerava o aborto uma liberdade feminina. fotodomes_35

Veja mais em: http://www.centroruthcardoso.org.br/centro-ruth-cardoso/sobre-ruth-cardoso/decada-de-1930/