o-gesto-que-salva-perola-byington-capa-dura-z-norte-s-p-965701-MLB20379316365_082015-FPérola Byington nasceu em 3 de dezembro de 1879, em Santa Bárbara do Oeste. Desde jovem teve em mente um projeto de assistencia social oriundo de anos de serviços realizados juntos à Cruz vermelha dos Estados Unidos e do Brasil.

Nos anos 20, São Paulo passava por grandes mudanças culturais e a desigualdade social, entre ricos e pobres, aumentava vertiginosamente. Nessa época, Pérola colocou suas ideias em prática. Fundou a Cruzada Pró-Infancia, com a educadora Maria Antonieta de Castro, inicialmente voltado às crianças e gestantes, com o tempo a Cruzada incluía uma grande variedade de ações. Criou serviços de clínica geral, higiene infantil e pré-natal. Organizou parques, creches, bibliotecas infantis e patrocinou a criação de um lactário (banco de leite).9

Colaborou para a eleição de Carlota Pereira de Queiroz, médica paulistana e primeira mulher eleita deputada federal no Brasil, em 1934.

Pérola Byington foi premiada com o título de Membro Honorário da Sociedade Brasileira de Pediatria, em 1947, na época ela era a única não-pediatra a receber essa homenagem. Foi uma das primeiras mulheres a falar de mortalidade no parto e no pós-parto.

Em 59 inaugurou o Hospital e Maternidade da Cruzada Pró-Infância, onde além de atender à população, eram oferecidos cursos para estagiários acadêmicos. Foi diretora geral da Cruzada até 1963, quando faleceu. Hoje o hospital que fundou recebe o seu nome e é um centro de referencia na saúde da mulher.